Feeds:
Posts
Comentários

Archive for maio \31\UTC 2012

Não que meus últimos pudins tenham desandado, mas eu sinto do fundo do meu coração gastronômico que ainda não encontrei A RECEITA do pudim perfeito. Aquele que você come achando que adentrou as portas do paraíso. Eu sou uma apreciadora de pudim. Um doce prosaico, que qualquer desavisado é capaz de fazer. Mas pense numa sobremesa que agrada a gregos e troianos?

Não há um sujeito que não se derreta perante a visão de um lindo pudim à mesa. Eu me acabo e me entrego aos pudins e suas variações. Bolo pudim, pudim de padaria, pudim de leite condensado… Mas ainda não descobri aquele pra chamar de meu.

Enquanto eu sigo com as minhas experiências, o povo aqui de casa segue reclamando e engordando… É muita sacanagem testar doces durante os dias úteis. 😛 Gostosuras ficaram para os fins de semana.

Sei não, minha alma ainda anda em conflito. Minha obsessão por saúde afeta muito o meu lado gourmet… Por isto abandonei a cozinha por tanto tempo. Mas tudo é tão gostoso. Tão lindo. Por que não ser feliz ao menos nos fins de semana?

A felicidade que há num bolinho, num penne carregado de molho…. Oh, Deus! Dai-nos saúde que livros eu tenho para cozinhar por um século. 🙂

Anúncios

Read Full Post »

Eu tou voltando. :P

Eitaaa… Nem acredito que retomei as rédeas do meu fogão. É isto aí, galera comedora. Que se abram as portas da cozinha! Ha hay!  A mamãe aqui voltou a cozinhar. Depois de 2 anos, acho que conseguirei conciliar as minhas duas grandes paixões: a corrida e a gastronomia.

Talvez esteja empolgadinha demais com a minha nova aquisição. Um livro incrível de sobremesas que ganhei de presente da mama:  Baking Step by Step. São tantas emoções. Profiterores, cheesecakes, fudge cakes! Ai, como é bom extravasar este espírito de gorda nesta paragem, enquanto no meu blog ao lado,  só falo de coisas saudáveis. hihihi

Aqui é o meu Lado B, o mais gostoso, que escorrega na tentação da manteiga. A propósito, porque há tanta manteiga na pastelaria? Deus é mais! Eu confesso que depois de suar na corrida, fico com uma colher atrás de usar um pote inteiro de manteiga com chocolate para fazer os fudges.

Dá medo. Mas se não aguenta, come salada. Se eu pretendo retomar o blog culinário, tenho que cozinhar as receitas com a gordura necessária que pedem os chefs. O livro é lindo, totalmente ilustrado.  A verdade é que minha empolgação toda é por estudar e fazer as receitas, mas não gostaria tanto de comer. Somente provar e achar delicioso. 😛

Preciso urgente de comensais a fim de entupir suas artérias em troca de viagens gastronômicas inesquecíveis. A vida, afinal, é uma viagem e a gente, como dizia o poeta Leminski, só está de passagem.

Queria que baixasse um espírito empreendedor em mim e eu conseguisse abrir um café a fim de compartilhar com o mundo esta paixão.

Read Full Post »